SAFRA – On Festival

veja mais sobre o trabalho do candidato

galeria de imagens

Safra é um projeto idealizado pelo o coletivo pontes com participações de artistes e músicos da grande Vitória que tem por escopo a integração e produção artístico-cultural visando artistes periféricos da grande vitória com o intuito potencializá-los e de torná-los agentes culturais dentro da própria comunidade. rnSerá desenvolvido através da junção dos bairros de Itararé e Redenção (São Pedro 5) integrando também o bairro Bela Aurora (Cariacica).rnOs resultados serão uma live com apresentação dos artistes e a gravação dernum EP de duas faixas em Vitória com as artistas Leticia Chaves (membro do COLETIVO PRETATIVA) e Paula Maddi (membro do COLETIVO PONTES).rnrnO desenvolvimento terá a participação de grupos/coletivos representantes COLETIVO PONTES em Itararé/Vitória e COLETIVO PRETATIVA/Itinerante. O projeto visa oportunizar a criação e difusão de músicas. Dessa forma incentivando e promovendo a cultura local, fortalecendo a cena cultural dos bairros citados, criando aproximação cultural entre as periferias, fomentando assim a participação dos periféricos na cultura de forma direta, oportunizando a voz aos artistas do gueto que por vezes são desfavorecidos no cenário cultural por conta da condição financeira. rnPretende-se também despertar o público para importância da mobilização cultural nas periferias através das músicas.rnrnA motivação veio a partir da dificuldade de se colocar dentro da arte sendo periférico. A palavra Safra, significa o resultado de um trabalho. Esse ano foi caótico para toda a classe dos artistas, e nós como periféricos tivemos por vezes que escolher entre sobreviver (ter o que comer, ter onde morar, manter água,luz, internet e etc) ou trabalhar (produções musicais, produções audiovisuais, lives, lançamentos) tudo tem um custo e é graças a editais voltados a cultura que estamos conseguindo nos mobilizar e voltar a trabalhar com a cultura nesse final de 2020. Nós do coletivo Pontes acreditamos que a periferia em si tem potencial pra muito mais do que só sobreviver. Queremos através da cultura gerar uma nova safra de músicas que vieram do gueto e que trazem em o ponto de vista de artistas periféricos.

A junção de artistes para um novo trabalho veio através do senso de coletividade. Estamos em um momento difícil financeiramente e acreditamos que nos unir para criar e difundir música é a melhor solução. Dessa forma, mais artistas conseguirão movimentar a própria carreira. rnO resultado dessa integração entre as periferias será um EP, que gerará frutos ao curto, médio e longo prazo, pois essas músicas serão divulgadas e executadas na live que ocorrerá no final deste projeto, nas futuras apresentações das artistas. As letras mostram o ponto de vista LGBTQ+ e periférico sobre a pandemia e o amor. rnMostrando nas letras a importância de se movimentar em prol a politização da massa, alertando sobre o que vem ocorrendo nesse período pandêmico. Através desse projeto, queremos gerar uma nova safra politizada e atuante na própria comunidade.

o que motiva Kamilla Kaiser Loureiro?

Safra é um projeto idealizado pelo coletivo Pontes com participação do coletivo Pretativa, que tem por escopo a integração e produção artístico-cultural através da gravação de um EP com artistes com Leticia Chaves e Paula Maddi. As musicas que compõem esse projeto trazem em suas letras a vivencia periférica na pandemia, seja na parte afetiva (onde somos obrigados a nos tornar distantes e isso influencia nas nossas relações) e descreve o sentimento atônito que nos provoca a reflexão.

realização